Segurança UTM
Os especialistas em segurança das maiores desenvolvedoras de tecnologia do mundo têm alertado sobre o aumento no risco e na vulnerabilidade para as empresas. Eles afirmam que é realmente difícil uma empresa estar completamente segura no que diz respeito a TI, e vamos explicar o motivo neste post.
O uso crescente de tecnologias diversas pelos colaboradores da empresa aumenta consideravelmente a vulnerabilidade de toda a rede. Nos últimos anos, o índice do uso de e-mails e instant messages cresceu absurdamente, e a internet tornou-se a principal ferramenta de comunicação interna e externa da empresa. Não obstante, o uso de redes sociais, sites de e-commerce, banklines e afins abrem incontáveis portas de acesso ao ambiente da empresa.
Outro aspecto que vem tirando o sono dos responsáveis por TI nas empresas é uma tendência dos dispositivos móveis chamada BYOD (Bring Your Own Device), onde um único colaborador pode conter, além do seu computador pessoal, dispositivos como tablets e smartphones que acessam a internet através da rede corporativa ou até mesmo por 3G. Falaremos mais sobre BYOD futuramente no nosso blog, pois é uma tendência que tornou-se realidade e vai ganhar cada vez mais expressão.
O uso de todas essas tecnologias facilita a vida das pessoas e organizações, mas também é um prato cheio para hackers, fraudes e outras ameaças.
O fato é que hoje a segurança tradicional não é mais suficiente, uma vez que até alguns anos, apenas proteger os servidores e desktops da empresa com firewall e antivírus já era suficiente. Hoje, é preciso se preocupar com todas as aplicações que ficam hospedadas em diferentes localidades fora da empresa, com os inúmeros dispositivos utilizados pelos usuários e o monstruoso número de sites e redes acessados diariamente.
Para completar o pacote, sabemos que existem empresas especializadas apenas em pulverizar malwares nas redes, e dispõe de alta tecnologia e capacidade para realizar ataques cada vez mais sofisticados.
Quanto maior sua empresa, maior a vulnerabilidade, não apenas pelo tamanho de sua rede, mas também pela sua exposição no mercado.