quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Entenda o peso das disciplinas na prova de escrevente

Por - Igor Regis - igor.regis@folhadirigida.com.br

Os interessados em participar do concurso público de escrevente do TJ/SP não terão grandes surpresas em relação ao conteúdo programático da seleção. A juíza assessora da presidência, Maria Fernanda de Toledo Rodovalho confirmou o edital do próximo concurso não contará com mudanças em relação ao conteúdo cobrado nas disciplinas. Outro fator que deve contribuir para uma prova objetiva semelhante é a manutenção da Fundação Vunesp como organizadora, também já confirmada.
 
No último concurso a prova objetiva contou com 80 questões, divididas em três partes. A primeira conta com 30 questões de Língua Portuguesa, a segundo com 38 de conhecimentos em direito, divididas entre as áreas de Direito Penal, Penal, Processual Civil, Constitucional, Administrativo e Normas da Corregedoria da Justiça; e a terceira, composta por 12 de conhecimentos gerais (Atualidades, Matemática e Informática).
 
Apesar de as três partes contarem com um número diferente de questões o candidato deve ficar atento ao peso de cada uma delas, isso porque a nota final é obtida pelo médio de desempenho do candidato em toda a prova e não somente pelo número de acertos. Para ser aprovado o candidato deve acertar no mínimo 50% das questões em cada parte da prova, ou seja, no mínimo 15 acertos para língua portuguesa, 19 para conhecimentos em direito e seis para conhecimentos gerais, totalizando 40 questões.
 
Para facilitar o entendimento, o candidato deve pensar que está realizando três provas diferentes, cada uma com valor de zero a dez pontos. O candidato deve calcular a nota de cada parte da prova independentemente e fazer uma média das três provas. O resultado obtido será equivalente a nota final do candidato.
 
 
CONFIRA O EXEMPLO
 
Um determinado candidato acertou 58 questões na prova, sendo 21 de Língua Portuguesa, 31 de Conhecimentos em Direito e seis de Conhecimentos Gerais. O cálculo da nota fica assim:
 
Número de acertos em Língua Portuguesa:
21 questões – 21/30 = 70% - Nota 7
 
Número de acertos em Conhecimentos em Direito:
31 questões – 31/38 = 81% - Nota 8,1
 
Número de acertos em Conhecimentos em Gerais:
6 questões – 6/12 = 50 % - Nota 5
 
Notas: 7 + 8,1 + 5 = 20,1 – Média – 20,1 / 3
 
NOTA FINAL = 6,7